FU Berlin destaca-se como a única universidade associada aos cinco DWIH

FU Berlin destaca-se como a única universidade associada aos cinco DWIH

Freie Universität Berlin (FU Berlin) associou-se recentemente ao Centro Alemão de Ciência e Inovação de Tóquio (DWIH Tóquio), integrando-se assim aos outros membros cooperadores que também atuam no Japão. Com isto, a FU Berlin torna-se a única universidade a estar associada aos cinco DWIH no mundo que, além do Japão, também está presente nos Estados Unidos (DWIH Nova York), Índia (DWIH Nova Délhi), Rússia (DWIH Moscou) e Brasil (DWIH São Paulo). Juntos, esses centros promovem a Alemanha como polo de pesquisa e inovação, proporcionam o diálogo internacional e o intercâmbio científico entre a Alemanha e seus países anfitriões, além de prestar apoio e serviços para incentivar a colaboração entre os parceiros, como a consultoria a pesquisadores e a organização de eventos para conectar cientistas e representantes de empresas.

No Brasil, a FU Berlin é a universidade há mais tempo representada no DWIH São Paulo. Isso aconteceu ainda em 2010 na fase de implementação do Centro no país, antes de sua inauguração oficial em 2012, quando suas atuais instalações foram inauguradas e o DAAD assumiu a gestão.

Segundo a professora Verena Blechinger-Talcott, vice-presidente da Freie Universität Berlin, essa nova cooperação com a capital japonesa é a consequência de sua estratégia de compromisso e engajamento em prol da ciência, pesquisa e inovação. “O Japão representa para FU Berlin um importante parceiro, principalmente por já termos acordos de cooperação com 17 universidades do país. Além disso, a FU Berlin vem vivenciando experiências positivas e promissoras junto aos outros DWIH, visualizando nessas parceiras mais uma importante plataforma de propagação da ciência alemã por meio de sua expertise e também troca de experiências. Podemos dizer ainda que a presença local nos possibilita reagir rapidamente, respondendo, de forma mais concreta e assertiva, às necessidades bilaterais, além de, ao mesmo tempo, fornecer um ponto de partida aos interessados.”, explica a vice-presidente da FU Berlin.

 

Cooperadores