DWIH São Paulo lança publicação em comemoração aos seus 6 anos

DWIH São Paulo lança publicação com a evolução do Centro e ações de suas instituições cooperadoras

O Centro Alemão de Ciência e Inovação São Paulo (DWIH São Paulo) lançou ontem (03.12) sua publicação “DWIH 6 anos”. Com design leve, o livro revive as três fases da história do DWIH: sua implantação sob a direção da Câmara Brasil-Alemanha (AHK São Paulo); sua inauguração em 2012 e a primeira fase operacional já sob a direção do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD) e com ocupação dos escritórios por representantes de instituições alemãs; a recente reestruturação e início de sua fase de consolidação e novas adesões. A publicação destaca o papel do Centro Alemão na Temporada Brasil + Alemanha 2013-2014 e sua série de Diálogos, bem como  as parcerias que construiu em seus seis primeiros anos de operação e sua interação com o setor empresarial e de inovação.

Marcio Weichert, coordenador do DWIH São Paulo, ressalta que a publicação, além de trazer a evolução do Centro, conta ainda com resumos do trabalho desenvolvido por suas instituições cooperadoras. “Juntos, contribuímos significativamente para a cooperação nas áreas de pesquisa, ciência e inovação entre os dois países nesse período”, afirma Weichert.

O lançamento, que aconteceu durante evento na capital paulista, oferecido pelo Cônsul-Geral da Alemanha, Axel Zeidler, em conjunto com o DWIH São Paulo e o DAAD), contou também com o lançamento da coletânea de artigos oriundos das palestras do Brazilian Humboldt Kolleg 2016, realizado na UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) pelo Clube Humboldt de ex-bolsitas da Fundação Humboldt. Tanto o Kolleg quanto o livro foram financiados parcialmente pelo DWIH.

Ainda na cerimônia, que teve como objetivo celebrar as ações e atividades do DWIH e do DAAD neste ano, Anna Barkhausen, coordenadora do Centro de Informação do DAAD em São Paulo, reforçou a importância das ações em prol do intercâmbio acadêmico em 2018 e o empenho para que o próximo ano continue trazendo bons resultados.

Para completar, o pesquisador da Sociedade Max Planck, Stefan Wolff, apresentou a palestra “Observatório da Torre Alta da Amazônia (Amazon Tall Tower Observatory - ATTO): Pesquisar e viver na Floresta Amazônica até 325 metros de altitude”. ATTO é uma torre de pesquisa científica localizada na Amazônia, cerca de 150 quilômetros de Manaus. O projeto é uma parceria Brasil-Alemanha que tem como objetivo estudar o clima da floresta tropical praticamente intocada em torno dela. Entre os dados que são coletados, a torre mede os fluxos amazônicos de calor, água, gás carbônico, além de analisar padrões climáticos. 

Tenha acesso a publicação on-line “DWIH 6 anos”, na versão português e alemão!

 

Cooperadores