Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG)

A Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG) é a principal organização autônoma de fomento à ciência na Alemanha. Ela apoia todos os ramos da ciência, com o financiamento de projetos em universidades e outras instituições de pesquisa. A DFG impulsiona a cooperação científica internacional e promove a excelência selecionando, por meio de concorrência, os melhores projetos. Uma atenção especial é dada aos jovens cientistas. 

Para realizar suas atividades, a entidade dispõe anualmente de cerca de 2,7 bilhões de euros, verba recebida principalmente do governo federal da Alemanha e de governos estaduais do país.

No Brasil, possui desde 2006 um representante acadêmico na Universidade de São Paulo (USP) e em 2011 inaugurou em São Paulo o Escritório DFG para a América Latina, quinto escritório regional da Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa - que também conta com uma representação no Centro Sino-Germânico para a Promoção da Pesquisa em Pequim. Além do Brasil, a instituição possui parcerias com agências de fomento na Argentina, Chile, Colômbia, Equador e México, além de representantes acadêmicos no México e no Chile.

A DFG conta com importantes parceiros brasileiros, como a Coordenação e Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), fundação do Ministério da Educação do Brasil e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).  Juntas, estas instituições financiam projetos como a rede de pesquisa Brazilian-German Collaborative Research Initiative on Manufacturing Technology (BRAGECRIM) no campo da engenharia de produção - uma das maiores colaborações de pesquisa entre os dois países. 

A DFG mantém, ainda, acordos de cooperação e promove projetos de pesquisa teuto-brasileiros em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) e a Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ).

A Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa, juntamente com a FAPESP, tem apoiado também o primeiro grupo interdisciplinar de graduandos alemães e brasileiros para o estudo de redes com topologia complexa, com as quais é possível analisar sistemas complexos em várias áreas da ciência. Desta forma, físicos, matemáticos, biólogos, climatologistas e geógrafos dos dois países não apenas conduzem a pesquisa em conjunto, como também orientam doutorandos de ambas as nacionalidades. 

Contato:
Dra. Kathrin Winkler
Diretora do Escritório da DFG para a América Latina
Tel.: +55 (11) 5189-8306
E-mail: latinamerica@dfg.de
Website (em português) -  http://www.dfg.de/pt
Website (em alemão) - www.dfg.de/latinamerica

Membros